Show simple item record

Artigo de periódico

A (im)possibilidade de vínculo de emprego do motorista de Uber

dc.contributor.authorKrieger, Mauricio Antonacci
dc.contributor.authorMariel, Jordana
dc.date.accessioned2021-08-07T02:01:26Z
dc.date.available2021-08-07T02:01:26Z
dc.date.issued2020-10
dc.identifier.citationKRIEGER, Mauricio Antonacci; MARIEL, Jordana. A (im)possibilidade de vínculo de emprego do motorista de Uber. Revista Fórum justiça do trabalho, Belo Horizonte, ano 37, n. 442, p. 27-44, out. 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/20.500.12178/191447
dc.description.abstractVive-se hoje uma revolução tecnológica, que modificou a vida das pessoas, e evidentemente afetou as relações de trabalho. Uma das novidades da última década oriunda das novas tecnologias é o novo meio de transporte, aquele que é chamado por aplicativo. O mais famoso deles e pioneiro é o aplicativo da empresa Uber. Com essa nova modalidade de transporte em quase todas as cidades, o Direito do Trabalho se deparou com uma possível nova relação de emprego entre o motorista e a empresa do aplicativo. A presente pesquisa, com base em julgados recentes, se propõe a esclarecer se o motorista de Uber preenche os requisitos do art. 3º da CLT e com isso estabelece um vínculo de emprego.pt_BR
dc.description.tableofcontentsDa relação de emprego -- Do motorista de Uber -- Do possível vínculo de emprego do motorista de Uberpt_BR
dc.relation.ispartofRevista Fórum justiça do trabalho: ano 37, n. 442 (out. 2020)pt_BR
dc.subjectUber (Empresa)pt_BR
dc.subjectRelação de emprego, Brasilpt_BR
dc.subjectMotorista, Brasilpt_BR
dc.subjectAplicativo de tecnologia, Brasilpt_BR
dc.titleA (im)possibilidade de vínculo de emprego do motorista de Uberpt_BR
dc.type.genreArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.rvbisys1187204
dc.relation.ispartoflinkhttps://hdl.handle.net/20.500.12178/184791pt_BR

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record