Show simple item record

Artigo de periódico

O direito fundamental ao trabalho e a economia solidária

dc.contributor.authorCenci, Ana Righi
dc.contributor.authorFrantz, Walter
dc.date.accessioned2017-01-12T17:41:51Z
dc.date.available2017-01-12T17:41:51Z
dc.date.issued2013-04
dc.identifier.citationCENCI, Ana Righi; FRANTZ, Walter. O direito fundamental ao trabalho e a economia solidária. Revista de direito do trabalho, São Paulo, v. 39, n. 150, p. 59-76, mar./abr. 2013.pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/20.500.12178/99581
dc.description.abstract[por] Discute o potencial das práticas de economia solidária para concretização do direito ao trabalho. A primeira parte do texto aborda o trabalho como direito fundamental e como elemento central da vida humana. Embora formalmente classificado como direito social, cujo exercício está geralmente atrelado à atuação positiva do Estado, o trabalho comporta também uma importante dimensão extrainstitucional, sendo possível a concretização desse direito mediante atuação da sociedade civil. Além do viés produtivo, econômico, a economia solidária potencializa a prática de valores essenciais do Estado Democrático de Direito, a exemplo da participação democrática. Apesar do potencial contido nessas experiências, no entanto, são notórias as dificuldades encontradas para sobreviver no contexto característico das economias capitalistas, que enaltecem valores diametralmente opostos aos dos empreendimentos solidários.pt_BR
dc.description.abstract[eng] This work intends to discuss the potential from solidary economy practices for the concretization of right to work. The first part of the text talks about the work like fundamental right and like central element of human life. Although formally classified like social rigths, which exercise is usually linked to state positive action, the work has also an important extra-institutional dimension, being possible the concretization of this right across the civil society action. Further the productive or economic side, the solidary economy potentiates the practice of essential values of the democratic state of law, like the democratic participation. Despite the potential from these experiences, however, is notorious the difficulties to survive on the capitalist economy context, that exalts values diametrically opposites to the solidary enterprises.pt_BR
dc.description.tableofcontentsO (direito ao) trabalho: breves considerações sobre o trabalho como direito humano -- A economia solidária -- Economia solidária: é possível materializar o direito ao trabalho e construir cidadania?pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofRevista de direito do trabalho: vol. 39, n. 150 (mar./abr. 2013)pt_BR
dc.subjectTrabalho, aspectos socioeconômicospt_BR
dc.subjectGarantia de trabalhopt_BR
dc.subjectTrabalho e capitalpt_BR
dc.subjectTeoria econômicapt_BR
dc.titleO direito fundamental ao trabalho e a economia solidáriapt_BR
dc.type.genreArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.rvbisys973663
dc.relation.ispartoflinkhttps://hdl.handle.net/20.500.12178/99202pt_BR

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record