Show simple item record

Artigo de periódico

A justiça do trabalho e sua vocação conciliatória

dc.contributor.authorSantos, Lorival Ferreira dos
dc.date.accessioned2019-09-16T19:26:20Z
dc.date.available2019-09-16T19:26:20Z
dc.date.issued2012-05
dc.identifier.citationSANTOS, Lorival Ferreira dos. A justiça do trabalho e sua vocação conciliatória. Revista Ltr: legislação do trabalho, São Paulo, v. 76, n. 5, p. 565-574, maio 2012.pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/20.500.12178/161813
dc.description.abstractDesde os tempos de bancos acadêmicos ouvimos manifestações acerca das dificuldades enfrentadas pela população, notadamente pelas camadas mais pobres, para alcançar o verdadeiro "acesso à justiça". Observamos que, após o movimento de 1964, houve uma excessiva preocupação dos governantes em valorizar o aspecto econômico em detrimento dos valores do ser humano. Por outro lado, é bem verdade que, a partir de 5 de outubro de 1988, através da inserção dos direitos fundamentais na Constituição Federal promulgada, procurou-se resgatar os valores do homem, sobretudo em relação à sua cidadania e dignidade. Assim, com o Estado Democrático de Direito, instaurado com a Constituição de 1988, o povo passou a exercer a sua cidadania, agigantando-se com isso o número de ações perante o Poder Judiciário que, diga-se de passagem, não se encontrava aparelhado para receber tantas demandas. Por último, tivemos a aprovação do novo Código Civil brasileiro, que a par de prestigiar a função social dos contratos, valorizou, sobremodo, a dignidade da pessoa humana, diferentemente do Código Civil de 1916 que, em uma visão napoleônica, preocupava-se apenas com o direito de propriedade; não que esse direito não merecesse ser preservado, como de fato o foi na Constituição de 1988, mas era preciso dar efetividade aos direitos fundamentais. Com tantos avanços na legislação, e mesmo com as várias reformas havidas no âmbito do direito processual, as dificuldades de acesso à justiça permaneceram. E não são poucos os juristas — ilustres — que, trazendo inspiração para mais este trabalho, apresentam a conciliação como um dos mais eficazes meios alternativos para a solução justa, rápida e com qualidade, dos conflitos de interesses.pt_BR
dc.description.tableofcontentsJustiça, direito e Estado Democrático de Direito. Noções -- Direitos fundamentais. Um breve histórico -- O acesso à justiça -- A conciliação como forma de solução de conflitos -- A conciliação como meio de acesso à justiça -- Papel do juiz e sua postura na conciliação trabalhistapt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofRevista Ltr: legislação do trabalho: vol. 76, n. 5 (maio 2012)pt_BR
dc.subjectMediação e conciliação, Brasilpt_BR
dc.subjectJuiz, poderes e atribuições, Brasilpt_BR
dc.subjectAcesso à justiça, Brasilpt_BR
dc.subjectÉtica profissional, Brasilpt_BR
dc.subjectJustiça do trabalho, Brasilpt_BR
dc.titleA justiça do trabalho e sua vocação conciliatóriapt_BR
dc.type.genreArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.rvbisys943222
dc.relation.ispartoflinkhttps://hdl.handle.net/20.500.12178/104989pt_BR

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record