Show simple item record

Artigo de periódico

Como o discurso do empreendedorismo serve às novas formas de organização do trabalho?

dc.contributor.authorAlmeida, Fernanda Cabral de
dc.date.accessioned2021-08-07T02:01:11Z
dc.date.available2021-08-07T02:01:11Z
dc.date.issued2019-12
dc.identifier.citationALMEIDA, Fernanda Cabral de. Como o discurso do empreendedorismo serve às novas formas de organização do trabalho. Revista Fórum justiça do trabalho, Belo Horizonte, ano 36, n. 432, p. 41-63, dez. 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/20.500.12178/191403
dc.description.abstract[por] Analisa como o discurso do empreendedorismo serve às novas formas de organização do trabalho, a partir de uma análise crítica dos artigos 170 da Constituição Federal e 442-B da Consolidação das Leis do Trabalho. Para tanto, na primeira parte, será apresentado um breve histórico das formas de organização do trabalho, desde a industrialização até os nossos dias, seguido da apresentação das características do modelo toyotista e de suas novas formas de manifestação. Em seguida, analisaremos o artigo 170 da Constituição Federal, que, ao tratar da ordem econômica, afirma que esta se funda na valorização do trabalho. Na terceira parte, exporemos as características de trabalhadores autônomos a partir de uma análise crítica do recente artigo 442-B da CLT, que trata dessa figura. Finalmente, analisaremos as características do discurso empreendedor, como ele se penetra nos mais variados espaços da sociedade e a forma pela qual é apropriado pelo capital na conformação dos trabalhadores com o seu status quo.pt_BR
dc.description.abstract[eng] This study aims to investigate how the entrepreneurship discourse suits new forms of work organization by making a critical analysis of articles 170 of the Federal Constitution and 442-B of the Labor Law (CLT). In the first part of the article, we present a brief history of the work organization forms, from industrialization to the present day, specially showing the characteristics of the toyotist model and its new forms of manifestation. Next, we will analyze article 170 of the Federal Constitution which, when dealing with the economic order, states that it is based on the appreciation of work. In the third part, we will expose the characteristics of independent workers, analyzing the recently approved article 442-B of the CLT. Finally, we will investigate the characteristics of entrepreneurial discourse, how it penetrates several spaces of society and the way in which it is appropriated by the Market, helping the conformation of workers with their status quo.pt_BR
dc.description.tableofcontentsNovas formas de organização do trabalho -- Análise do artigo 170 da Constituição Federal sob a ótica do trabalho -- Trabalhador ou empreendedor? -- O discurso do empreendedorismo e como ele serve às novas formas de organização do trabalhopt_BR
dc.relation.ispartofRevista Fórum justiça do trabalho: ano 36, n. 432 (dez. 2019)pt_BR
dc.subjectTrabalhador autônomo, Brasilpt_BR
dc.subjectTrabalho autônomo, Brasilpt_BR
dc.subjectOrdem econômica, aspectos constitucionais, Brasilpt_BR
dc.subjectEmpreendedorismo, Brasilpt_BR
dc.titleComo o discurso do empreendedorismo serve às novas formas de organização do trabalho?pt_BR
dc.type.genreArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.rvbisys1166198
dc.relation.ispartoflinkhttps://hdl.handle.net/20.500.12178/169008pt_BR

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record