Show simple item record

Artigo de periódico

A relação entre acidentes do trabalho e doenças ocupacionais com a jornada de trabalho e tempo mínimo de contribuição para Previdência Social

dc.contributor.authorComelli, Ana Carolina
dc.date.accessioned2019-06-19T11:17:35Z
dc.date.available2019-06-19T11:17:35Z
dc.date.issued2019-03
dc.identifier.citationCOMELLI, Ana Carolina. A relação entre acidentes do trabalho e doenças ocupacionais com a jornada de trabalho e tempo mínimo de contribuição para Previdência Social = The relationship between work accidents and occupational diseases with the work day and minimum time of contribution for social security. Revista do Tribunal Superior do Trabalho, São Paulo, v. 85, n. 1, p. 128-157, jan./mar. 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/20.500.12178/157172
dc.description.abstract[por] Analisa o impacto da jornada de trabalho dos empregados e do tempo mínimo de contribuição previdenciária na ocorrência de acidentes de trabalho ou desencadeamento de doenças profissionais. Eis que de uma análise geral, é possível verificar que as causas mais comuns de ocorrência de acidentes de trabalho e doenças profissionais relacionam-se a fatores ligados diretamente à jornada de trabalho ou faixa etária. Diante disso, inegável é o impacto de tais questões na saúde do empregado e que as doenças que decorrem do excesso de jornada e dos muitos anos de trabalho prejudicam não somente o empregado, mas também o empregador, bem como a Previdência Social. Pretende-se, portanto, entender a relação entre os acidentes de trabalho e doenças ocupacionais com a extensa jornada de trabalho e o tempo mínimo de contribuição para previdência social, identificando, por fim, os impactos desta relação, para possível atuação preventiva.pt_BR
dc.description.abstract[eng] The objective of this study is to analyze the impact of the employees’ work hours and the minimum social security contribution on the occurrence of occupational accidents or the onset of occupational diseases. This is because, from a general analysis, it is possible to verify that the most common causes of accidents at work and occupational diseases are related to factors directly related to the working day or age group. Faced with this, undeniable is the impact of such issues on employee health. However, it is also undeniable that the diseases that result from excessive work hours and from many years of work harm not only the employee, but also the employer, who at that moment does not have the manpower of his employee, such as Social Security, which needs to support another worker unable to remain in the labor market. It’s intended, therefore, to understand the relationship between occupational accidents and illnesses with the long working day and the minimum time of contribution to social security, finally identifying the impacts of this relationship, for possible preventive action.pt_BR
dc.description.tableofcontentsCausas mais comuns de ocorrência de acidentes de trabalho e doenças profissionais -- Impacto da extensa jornada de trabalho diária e do grande tempo de contribuição previdenciário necessário à aposentadoria na saúde do trabalhadorpt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofRevista do Tribunal Superior do Trabalho: vol. 85, n. 1 (jan./mar. 2019)pt_BR
dc.subjectAcidente do trabalho, Brasilpt_BR
dc.subjectDoença profissional, Brasilpt_BR
dc.subjectJornada de trabalho, Brasilpt_BR
dc.subjectContribuição previdenciária, Brasilpt_BR
dc.titleA relação entre acidentes do trabalho e doenças ocupacionais com a jornada de trabalho e tempo mínimo de contribuição para Previdência Socialpt_BR
dc.title.alternativeThe relationship between work accidents and occupational diseases with the work day and minimum time of contribution for social securitypt_BR
dc.type.genreArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.rvbisys1148847
dc.relation.ispartoflinkhttps://hdl.handle.net/20.500.12178/156990pt_BR

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record