Show simple item record

Artigo de periódico

A crise do paradigma sindical brasileiro : unicidade, contribuição obrigatória, sistema confederativo e poder normativo da justiça do trabalho

dc.contributor.authorZapata, Sandor Ramiro Darn
dc.date.accessioned2017-05-05T16:15:46Z
dc.date.available2017-05-05T16:15:46Z
dc.date.issued2011-06
dc.identifier.citationZAPATA, Sandor Ramiro Darn. A crise do paradigma sindical brasileiro: unicidade, contribuição obrigatória, sistema confederativo e poder normativo da justiça do trabalho. Revista de direito do trabalho, São Paulo, SP, v. 37, n. 142, p. 387-419, abr./jun. 2011.pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/20.500.12178/103838
dc.descriptionVer o item na Rede Virtual de Bibliotecas (RVBI)pt_BR
dc.descriptionTexto em português; resumos em português e inglêspt_BR
dc.description.abstract[por] Aborda a crise do modelo sindical brasileiro, no que tange os principais "entraves" para o desenvolvimento do sindicalismo. O arcabouço teórico inclui vários artigos científicos e doutrina sobre Direito Coletivo do Trabalho, bem como a jurisprudência dos tribunais sobre o assunto. Por fim, o trabalho visa compreender e discutir os institutos da unicidade sindical, contribuição sindical obrigatória, sistema confederativo e poder normativo da Justiça do Trabalho.pt_BR
dc.description.abstract[eng] The article approachs the crisis of the Brazilian trade union, regarding the main "obstacles" to the development of trade unionism. The theoretical framework includes several scientific and doctrines on Collective Labor Law and the decisions of the courts on the subject. Finally, the study aims to understand and discuss the institutes of union unity, compulsory union dues, confederal system and legislative powers of the Labour Court.pt_BR
dc.description.tableofcontentsBreve histórico sobre o movimento sindical brasileiro -- Os princípios do direito coletivo trazidos pela Constituição Federal de 1988: Princípios assecuratórios da existência do ser coletivo obreiro: Princípio da liberdade associativa e sindical. Princípio da autonomia sindical. Princípios regentes das relações entre os entes coletivos: Princípio da equivalência dos contratantes coletivos. Princípio da lealdade e transparência na negociação coletiva. Princípios regentes das relações entre normas coletivas negociadas e normas estatais: Princípio da criatividade jurídica da negociação coletiva. Princípio da adequação setorial negociada -- Unicidade sindical -- Contribuição sindical obrigatória -- Sistema confederativo -- Poder normativo da justiça do trabalhopt_BR
dc.description.urihttp://biblioteca2.senado.gov.br:8991/F/?func=direct&doc_number=929244pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofRevista de direito do trabalho: Vol. 37, n. 142 (abr./jun. 2011)pt_BR
dc.subjectSindicalismo, crítica, Brasilpt_BR
dc.subjectModelo jurídico, Brasilpt_BR
dc.subjectLiberdade sindical, Brasilpt_BR
dc.subjectPrincípio jurídico, Brasilpt_BR
dc.subjectContribuição sindical, Brasilpt_BR
dc.subjectDireito sindical, Brasilpt_BR
dc.subjectSentença normativa, Brasilpt_BR
dc.subjectPressuposto processual, Brasilpt_BR
dc.titleA crise do paradigma sindical brasileiro : unicidade, contribuição obrigatória, sistema confederativo e poder normativo da justiça do trabalhopt_BR
dc.type.genreArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.rvbisys929244
dc.relation.ispartoflinkhttps://hdl.handle.net/20.500.12178/102600pt_BR

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record