Show simple item record

Artigo de periódico

A história da formação operária e do sindicalismo brasileiros : da experiência anarquista ao sindicalismo pós-constituinte : dos novos movimentos sociais às teorias dos movimentos sociais

dc.contributor.authorAndrade, Everaldo Gaspar Lopes de
dc.contributor.authorLira, Fernanda Barreto
dc.contributor.authorD'Angelo, Isabele Bandeira de Moraes
dc.date.accessioned2016-12-05T20:23:24Z
dc.date.available2016-12-05T20:23:24Z
dc.date.issued2015-06
dc.identifier.citationANDRADE, Everaldo Gaspar Lopes de; LIRA, Fernanda Barreto; D'ANGELO, Isabele Bandeira de Moraes. A história da formação operária e do sindicalismo brasileiros: da experiência anarquista ao sindicalismo pós-constituinte: dos novos movimentos sociais às teorias dos movimentos sociais = Training history of workers and trade unionism brazilian: the anarchist experience post-constituent unions: new social movement theories of social movements. Revista de direito do trabalho, São Paulo, SP, v. 41, n. 163, p. 73-104, maio/jun. 2015.pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/20.500.12178/98481
dc.descriptionVer o item na Rede Virtual de Bibliotecas (RVBI)pt_BR
dc.descriptionTexto em português; resumos em português e inglêspt_BR
dc.description.abstract[por] Pesquisa sobre a literatura jurídico-trabalhista voltada para a história da formação operária brasileira revela que a mesma não mantém vínculos com estudos produzidos noutros campos dos chamados saberes sociais. Com isso, se omite em relação ao primeiro movimento sindical ­ o de raiz anarquista, que se iniciou nas últimas décadas do século XIX e perdurou até finais da década de vinte do mesmo século. Não encontrará uma hermenêutica consistente, no que diz respeito à formação da segunda etapa desta história, porque não articula os componentes políticos e ideológicos ­ de raiz fascista, e suas implicações na formação do subsistema jurídico-trabalhista voltado para a organização sindical. Deixa de apresenta uma análise crítica do sindicalismo pós-constituinte ­ sobre as antinomias presentes no seu artigo oitavo. Este artigo pretende relevar estas variáveis, a partir de uma articulação entre as crises do sindicalismo contemporâneo e as possibilidades de sua reconfiguração, tendo em conta os novos movimentos sociais e as teorias dos movimentos sociais.pt_BR
dc.description.abstract[eng] A survey of the legal and labor literature focused on the history of Brazilian workers' training reveals that it does not maintain links with studies produced in other fields of so-called social knowledge. Thus, it is omitted from the first trade union movement ­ the anarchist roots, which began in the last decades of the nineteenth century and lasted until the end of the twenties of the same century. You will not find a consistent hermeneutic, with regard to the formation of the second stage of this story, because it articulates the political and ideological components ­ fascist roots, and their implications in shaping the legal and labor subsystem facing the union. Fails to present a critical analysis of post-constituent unions ­ on the antinomies present in its eighth article. This article aims to reveal these variables, from a relationship between the crises of contemporary unionism and the possibilities of its reconfiguration, taking into account the new social movements and theories of social movements.pt_BR
dc.description.tableofcontentsA primeira fase do sindicalismo brasileiro: a formação operária centrada na ideologia anarquista: A chegada dos anarquistas e os primeiros sinais do sindicalismo brasileiro. Motivações dos fluxos migratórios e seus dilemas. Anarcocomunismo, anarcossindicalismo, o ambiente social e as estratégias de ação. O papel dos líderes operários estrangeiros -- A segunda fase do sindicalismo brasileiro: o Estado Novo e o sistema corporativo: a influência do facismo italiano: A composição político-ideológico do corporativismo facista. A penetração da ideologia do corporativismo facista no subsistema jurídico-trabalhista brasileiro. Os caminhos do facismo na experiência política brasileira -- O sindicalismo pós-constituinte de 1988: os fantasmas do autoritarismo corporativo: A exigência de registro no Ministério do Trabalho. A opção pela unicidade sindical. A contribuição sindical compulsória ou a contribuição para o custeio do sistema representativo de representação sindical -- As crises no contexto dos movimentos sociais e das teorias dos movimentos sociais: A origem e desvirtuamento do movimento sindical forjado na década de 70 do século XX. As crises do sindicalismo contemporâneo. Os movimentos sociais e as teorias dos movimentos sociais: para uma compreensão da crise e da reconfiguração /retomada dos movimentos sindicaispt_BR
dc.description.urihttp://biblioteca2.senado.gov.br:8991/F/?func=direct&doc_number=1042804pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofRevista de direito do trabalho : Vol. 41, n. 163 (maio/jun. 2015)pt_BR
dc.subjectSindicalismo, análise, Brasilpt_BR
dc.subjectSindicalismo, história, Brasilpt_BR
dc.titleA história da formação operária e do sindicalismo brasileiros : da experiência anarquista ao sindicalismo pós-constituinte : dos novos movimentos sociais às teorias dos movimentos sociaispt_BR
dc.title.alternativeTraining history of workers and trade unionism brazilian : the anarchist experience post-constituent unions : new social movement theories of social movementspt_BR
dc.type.genreArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.rvbisys1042804
dc.relation.ispartoflinkhttps://hdl.handle.net/20.500.12178/98356pt_BR

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record