Show simple item record

Artigo de periódico

O contrato de trabalho a tempo parcial como instrumento de flexibilização na Comunidade Europeia

dc.contributor.authorStürmer, Gilberto
dc.contributor.authorCoimbra, Rodrigo
dc.date.accessioned2016-08-22T12:54:30Z
dc.date.available2016-08-22T12:54:30Z
dc.date.issued2016-06
dc.identifier.citationSTÜRMER, Gilberto; COIMBRA, Rodrigo. O contrato de trabalho a tempo parcial como instrumento de flexibilização na Comunidade Europeia = The labor contract of part-time work as an instrument of flexicurity in the European Community. Revista de direito do trabalho, São Paulo, v. 42, n. 169, p. 187-208, maio/jun. 2016.pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/20.500.12178/93892
dc.description.abstract[por] Discute o contrato de trabalho a tempo parcial, enquanto instrumento da flexisegurança ­ pauta do momento na Comunidade Europeia ­ que objetiva conciliar a flexibilização dos direitos dos trabalhadores com a suposta segurança de que continuarão havendo empregos, ou, pelo menos, medidas de proteção para os desempregados, aliadas a uma política de recolocação no mercado de trabalho. Partindo-se da contextualização e de alguns precedentes da flexibilização dos direitos trabalhistas em alguns países da União Europeia e nos Estados Unidos da América, passa-se pelo estudo das Diretrizes da Comunidade Europeia sobre a matéria, desde o Acordo marco europeu em matéria de trabalho a tempo parcial reconhecido pela Diretiva 97/81/ CE (1997), culminado com uma análise crítica do trabalho a tempo parcial no Direito Espanhol.pt_BR
dc.description.abstract[eng] This article aims to discuss the contract of part-time work as an instrument of flexicurity ­ the agenda of the moment in the European Community ­ which aims to combine the flexibility of labor rights with the supposed security that will continue having jobs, or at least measures protection for the unemployed, coupled with a policy of replacement labor market. Based on the foregoing and the contextualization of flexibility of labor rights in some countries of the European Union and the United States, shall be the study of the European Community Guidelines on the matter, since the European Framework Agreement on work part time recognized by Directive 97/81/EC (1997), culminating in a critical analysis of part-time work in Spanish law.pt_BR
dc.description.tableofcontentsContexto e alguns precedentes da flexibilização dos direitos trabalhistas -- O trabalho a tempo parcial como instrumento de política de emprego da Comunidade Europeia e estratégia de flexisegurança -- O Acordo marco europeu em matéria de trabalho a tempo parcial reconhecido pela Diretiva 97/81/CE (1997): definições e princípios -- A noção de trabalho a tempo parcial no direito espanhol: análise críticapt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofRevista de direito do trabalho: vol. 42, n. 169 (maio/jun. 2016)pt_BR
dc.subjectContrato de trabalho, Países da União Europeiapt_BR
dc.subjectTempo parcial, Países da União Europeiapt_BR
dc.subjectTempo parcial, Espanhapt_BR
dc.subjectDesemprego, Países da União Europeiapt_BR
dc.titleO contrato de trabalho a tempo parcial como instrumento de flexibilização na Comunidade Europeiapt_BR
dc.title.alternativeThe labor contract of part-time work as an instrument of flexicurity in the European Communitypt_BR
dc.type.genreArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.rvbisys1072032
dc.relation.ispartoflinkhttps://hdl.handle.net/20.500.12178/93342pt_BR

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record