Show simple item record

Artigo de periódico

A Súmula n. 126 do TST e os fatos que, por disposição legal, não dependem de prova

dc.contributor.authorFernandes, Thiago d’Ávila Melo
dc.contributor.authorFernandes, José Marcelo Leal de Oliveira
dc.date.accessioned2021-02-10T16:21:37Z
dc.date.available2021-02-10T16:21:37Z
dc.date.issued2020-12
dc.identifier.citationFERNANDES, Thiago d’Ávila Melo; FERNANDES, José Marcelo Leal de Oliveira. A Súmula n. 126 do TST e os fatos que, por disposição legal, não dependem de prova = The TST "Súmula" no. 126 and the facts that, by law, do not depend on proof. Revista do Tribunal Superior do Trabalho, São Paulo, v. 86, n. 4, p. 207-224, out./dez. 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/20.500.12178/181670
dc.description.abstract[por] Investiga a aplicabilidade da Súmula n. 126 do Tribunal Superior do Trabalho aos fatos que, por disposição legal, não dependem de prova. De acordo com essa súmula, o recurso de revista não pode provocar reexame de fatos e provas. Por isso, exige-se que os fatos nos quais amparados o recurso de revista estejam mencionados na decisão de segundo grau. Porém, há fatos que, de acordo com o art. 374 do CPC/2015, não dependem de prova. Esses fatos podem ser tomados como verdadeiros sem necessidade de exame probatório. Não precisam, portanto, constar da decisão de segundo grau. A aplicação da Súmula n. 126 do TST aos fatos que não dependem de prova é dissonante do que diz o art. 374 do CPC/2015.pt_BR
dc.description.abstract[eng] This article is intended to examine the relationship of applicability between the Brazilian Superior Labour Court (TST) "Súmula" no. 126 and the facts that, by law, do not depend on proof. In accord to this "súmula", the review of appeal must not provoke new exploration of facts and proofs. As consequence, the facts alleged in the appeal of review are required to be mentioned in the second degree decision. However, there are facts that, as the article 374 of the Code of Civil Procedure of Brazil (CPC) says, do not depend on proof. These facts can be considered as true without the necessity of proof examination. They are not required to be mentioned in the second degree decision. The application of the TST "Súmula" no. 126 to the facts that do not depend on proof is incompatible with the CPC article 374.pt_BR
dc.description.tableofcontentsConsiderações sobre os fatos que, por disposição legal, não dependem de prova -- A função e os limites do recurso de revista -- A Súmula n. 126 do TST e a impossibilidade de reexame de fatos e provas por meio do recurso de revistapt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relationBrasil. Tribunal Superior do Trabalho (TST). Súmula n. 126pt_BR
dc.relation.ispartofRevista do Tribunal Superior do Trabalho: vol. 86, n. 4 (out./dez. 2020)pt_BR
dc.relation.urihttps://www.lexml.gov.br/urn/urn:lex:br:tribunal.superior.trabalho:sumula:2014;126pt_BR
dc.subjectBrasil. Tribunal Superior do Trabalho (TST). Súmula n. 126pt_BR
dc.subjectRecurso de revista, súmula, Brasilpt_BR
dc.subjectProva (processo trabalhista), revisão, súmula, Brasilpt_BR
dc.subjectProva (processo trabalhista), revisão, Brasilpt_BR
dc.subjectProva (processo civil), legislação, Brasilpt_BR
dc.titleA Súmula n. 126 do TST e os fatos que, por disposição legal, não dependem de provapt_BR
dc.title.alternativeThe TST "Súmula" no. 126 and the facts that, by law, do not depend on proofpt_BR
dc.relation.referencesBrasil. Consolidação das leis do trabalho (CLT) (1943), art. 896pt_BR
dc.relation.referencesBrasil. Código de processo civil (2015), art. 374pt_BR
dc.type.genreArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.rvbisys1189295
dc.relation.ispartoflinkhttps://hdl.handle.net/20.500.12178/181390pt_BR
dc.relation.referenceslinkhttps://www.lexml.gov.br/urn/urn:lex:br:federal:decreto.lei:1943-05-01;5452pt_BR
dc.relation.referenceslinkhttps://www.lexml.gov.br/urn/urn:lex:br:federal:lei:2015-03-16;13105pt_BR

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record