Show simple item record

Artigo de periódico

Mineração e grandes acidentes do trabalho: a lógica subjacente

dc.contributor.authorCampante, Rubens Goyatá
dc.date.accessioned2020-03-20T12:28:48Z
dc.date.available2020-03-20T12:28:48Z
dc.date.issued2019-12
dc.identifier.citationCAMPANTE, Rubens Goyatá. Mineração e grandes acidentes do trabalho: a lógica subjacente = Mining and great accidents at work: the underlying rationale. Revista do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, Belo Horizonte, v. 65, n. 100, t. 1, p. 445-489, jul./dez. 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/20.500.12178/169501
dc.description.abstract[por] Aborda as grandes tragédias trabalhistas, sociais e ambientais ocorridas recentemente em Minas Gerais, com os rompimentos das barragens de rejeitos de mineração em Mariana e Brumadinho, buscando contextualizá-los como uma problemática que necessita ser compreendida sob o seguinte itinerário metodológico: contextualizar as tragédias dentro de um breve panorama histórico da mineração em Minas Gerais, das particularidades dessa atividade econômica e da lógica que atualmente rege a maioria das grandes empresas desse setor, influenciada pela racionalidade imediatista e voraz do mercado financeiro. O resultado alcançado aponta que, para evitar ser colonizado pelos interesses particularistas dessa lógica e dos poderosos atores econômicos que a veiculam, o Estado deve conhecê-la para se posicionar estrategicamente perante ela, na defesa dos interesses da sociedade.pt_BR
dc.description.abstract[eng] This article adresses the great labor, social and environmental tragedies recently occured in Minas Gerais caused by tailings dams failures in Mariana and Brumadinho. We try to put them in context with a brief historical overview of mining in Minas Gerais, considering the features of this business activity and the rationale that currently conducts most of this industry’s great corporations, marked by a shortsighted and greedy logic. We suggests that, to avoid being colonized by selfish interests of this rationale and of the powerful business actors that carry it, the State must understand it in order to deal strategically with it, defending society interests.pt_BR
dc.description.tableofcontentsAs tragédias de Mariana e Brumadinho e a mineração em Minas -- As barragens de rejeito e a lógica econômica da mineração -- Vale: de estatal desenvolvimentista a corporação gerida pela ratio do mercado de capitais -- O poder público e a questão ambiental no Brasil -- Conclusão: vida humana precificada, os meios transformam-se em finspt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofRevista do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região: vol. 65, n. 100 (jul./dez. 2019)pt_BR
dc.subjectVale (Empresa de mineração)pt_BR
dc.subjectAcidente do trabalho, Brasilpt_BR
dc.subjectMineração, Brasilpt_BR
dc.subjectBarragem de rejeitos, acidente, Minas Geraispt_BR
dc.subjectDesastre ecológico, Mariana (MG)pt_BR
dc.subjectB1, Barragem (MG), acidentept_BR
dc.subjectFundão, Barragem do (MG), acidentept_BR
dc.titleMineração e grandes acidentes do trabalho: a lógica subjacentept_BR
dc.title.alternativeMining and great accidents at work: the underlying rationalept_BR
dc.type.genreArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.rvbisys1167875
dc.relation.ispartoflinkhttps://hdl.handle.net/20.500.12178/168291pt_BR

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record