Show simple item record

Artigo de periódico

Do corporativismo para a liberdade sindical: a experiência da Itália

dc.contributor.authorMassoni, Túlio de Oliveira
dc.date.accessioned2016-11-04T17:10:12Z
dc.date.available2016-11-04T17:10:12Z
dc.date.issued2014-04
dc.identifier.citationMASSONI, Túlio de Oliveira. Do corporativismo para a liberdade sindical: a experiência da Itália. Revista de direito do trabalho, São Paulo, v. 40, n. 156, p. 113-155, mar./abr. 2014.pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/20.500.12178/96981
dc.description.abstract[por] Discute a estreita relação entre a liberdade sindical, entendida como um direito humano fundamental, e a consolidação democrática. Sua atualidade decorre do fato de que, no Brasil, ainda hoje, não vivenciamos o pleno reconhecimento da liberdade sindical em todas as suas dimensões, o que acarreta efeitos nocivos na dinâmica das relações de trabalho como um todo. Investigou-se a experiência italiana do corporativismo, que forte influência exerceu sobre o Brasil, no intuito de apontar as principais dificuldades e soluções experimentadas pela Itália durante o caminho da transição, as quais podem servir de reflexão e fornecer diretrizes para os desafios de uma necessária reforma sindical em nosso país. A transição completa para a liberdade sindical e para um modelo que assegure a autonomia privada coletiva é indispensável para a consolidação democrática.pt_BR
dc.description.abstract[eng] The article discusses the close relationship between the Trade Unions freedom of association, understood as a fundamental human right, and democratic consolidation. The present relevance of this subject is such, due to the fact that Brazil still lacks the full recognition and experience of the Trade Unions freedom of association in all it dimensions, what, in its turn, encompasses harmful effects in the whole dynamics of labor relations. The Italian corporativistic experience, which considerably influenced Brazil, was set under the Analysis in order to point out the main difficulties and solutions encountered by Italy on its path to democratic consolidation. Reflecting upon such paths could help rethinking and provide guidelines to the challenges that a necessary unions legislation reform in Brazil will face. Both the transition towards a full trade unions freedom of association and an institutional model that guarantees the collective private autonomy of trade unions are indispensable to the consolidation of democracy.pt_BR
dc.description.tableofcontentsLiberdade sindical no contexto dos direitos humanos -- O caso brasileiro: ainda o corporativismo? -- Experiência italiana de transição: O nascimento do facismo. A construção do Estado corporativista fascista (1925-1929): Lei Rocco e " Carta del Lavoro". Organização sindical corporativista: representação unitária, contratos coletivos "erga omnes" e solução heterônoma dos conflitos -- Transição democrática (1943-1948): A Constituição Republicana de 1948: a consolidação democrática. O conteúdo da liberdade sindical. Legislação de apoio (ou promocional) do sindicalismo e o papel do Poder Judiciário. Pluralismo conflitual e autonomia privada coletivapt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofRevista de direito do trabalho: vol. 40, n. 156 (mar./abr. 2014)pt_BR
dc.subjectLiberdade sindical, Brasilpt_BR
dc.subjectCorporativismo, Brasilpt_BR
dc.subjectDemocracia, Brasilpt_BR
dc.subjectReforma sindical, Brasilpt_BR
dc.subjectLiberdade sindical, história, Itáliapt_BR
dc.subjectCorporativismo, Itáliapt_BR
dc.subjectDemocracia, história, Itáliapt_BR
dc.titleDo corporativismo para a liberdade sindical: a experiência da Itáliapt_BR
dc.type.genreArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.rvbisys1020037
dc.relation.ispartoflinkhttps://hdl.handle.net/20.500.12178/96213pt_BR

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record