Show simple item record

Artigo de periódico

Covid-19 e as relações de trabalho brasileiras: extinção do contrato de trabalho e os impactos da crise na subjetividade do trabalhador

dc.contributor.authorCoelho, Bruna da Penha de Mendonça
dc.contributor.authorCarmo, Jéssica Lima Brasil
dc.contributor.authorJesus, Ana Beatriz Bueno de
dc.date.accessioned2020-08-18T20:16:10Z
dc.date.available2020-08-18T20:16:10Z
dc.date.issued2020-06
dc.identifier.citationCOELHO, Bruna da Penha de Mendonça; CARMO, Jéssica Lima Brasil; JESUS, Ana Beatriz Bueno de. Covid-19 e as relações de trabalho brasileiras: extinção do contrato de trabalho e os impactos da crise na subjetividade do trabalhador = Covid-19 and Brazilian labour relations: extinction of employment contracts and the impacts of the crisis over worker’s subjectivity. Revista do Tribunal Superior do Trabalho, São Paulo, v. 86, n. 2, p. 73-88, abr./jun. 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/20.500.12178/176133
dc.description.abstract[por] Diante da pandemia de Covid-19, o capitalismo brasileiro se depara com suas contradições e desigualdades, especialmente sob a retórica de "retorno ao trabalho". Também ficam claros aspectos muitas vezes ocultados na sistemática neoliberal, como a centralidade do trabalho humano na geração de riquezas. Não obstante, as crises sanitária e econômica transportam discussões sobre a manutenção de empregos e sobre as formas de extinção do contrato de trabalho. O artigo enfrenta, ainda, o desemprego e a doença como fatores de sofrimento do trabalhador, pelo impacto em sua subjetividade e saúde mental. Por meio de revisão bibliográfica e dados empíricos, analisam-se os efeitos da crise sob as perspectivas sociológica, jurídica e da psicodinâmica do trabalho.pt_BR
dc.description.abstract[eng] In the face of the Covid-19 pandemic, Brazilian capitalism faces its contradictions and inequalities, especially under the rhetoric of "return to work". There are also clear aspects which are often hidden in the neoliberal system, such as the centrality of human labour in the wealth generation. Nonetheless, the health and economic crisis leads to discussions about the maintenance of jobs and the forms of extinction of the employment contract. The article also faces unemployment and illness as a suffering for workers, due to the impact on their subjectivity and mental health. Through bibliographic review and empirical data, the effects of the crisis are analyzed under the sociological, legal and psychodynamics of work perspectives.pt_BR
dc.description.tableofcontentsPor que nos querem de volta ao trabalho? -- Meios de extinção do contrato de trabalho durante a pandemia -- A pandemia e a subjetividade do trabalhador: entre o sofrimento pelo adoecimento e pelo desempregopt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofRevista do Tribunal Superior do Trabalho: vol. 86, n. 2 (abr./jun. 2020)pt_BR
dc.subjectRelação de trabalho, Brasilpt_BR
dc.subjectContrato de trabalho, extinção, Brasilpt_BR
dc.subjectPandemia, Brasilpt_BR
dc.subjectCoronavírus, Brasilpt_BR
dc.subjectCovid-19, Brasilpt_BR
dc.titleCovid-19 e as relações de trabalho brasileiras: extinção do contrato de trabalho e os impactos da crise na subjetividade do trabalhadorpt_BR
dc.title.alternativeCovid-19 and Brazilian labour relations: extinction of employment contracts and the impacts of the crisis over worker’s subjectivitypt_BR
dc.type.genreArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.rvbisys1179451
dc.relation.ispartoflinkhttps://hdl.handle.net/20.500.12178/175937pt_BR

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record