Show simple item record

Artigo de periódico

A flexibilização da jornada de trabalho e seus reflexos na saúde do trabalhador

dc.contributor.authorSilva, José Antônio Ribeiro de Oliveira
dc.date.accessioned2017-05-04T15:24:50Z
dc.date.available2017-05-04T15:24:50Z
dc.date.issued2013-06
dc.identifier.citationSILVA, José Antônio Ribeiro de Oliveira. A flexibilização da jornada de trabalho e seus reflexos na saúde do trabalhador = The flexibilization of the work journey and its consequences in worker's health. Revista do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, Campinas, n. 42, p. 127-156, jan./jun. 2013.pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/20.500.12178/103778
dc.descriptionApresenta tabelas com dados estatísticos sobre: total de doenças - mais de 4.000 casos (2008); taxas de doenças para 100.000 trabalhadores (2008); taxa de doenças por atividade; doenças por grupo de atividade econômica; cidades brasileiras com as maiores taxas de doenças ocupacionaispt_BR
dc.description.abstract[por] Sendo a saúde do trabalhador um direito humano, mas constantemente violado no curso da relação de emprego, sobretudo por acidentes do trabalho e adoecimentos ocupacionais, impõe-se o estudo investigativo das causas desses infortúnios. O que se pretende demonstrar neste breve artigo é que as extensas jornadas de trabalho, em seus aspectos quantitativo e qualitativo, após a forte flexibilização ocorrida no final do Séc. XX, têm sido uma das causas mais relevantes do aumento da quantidade de infortúnios no mundo do trabalho. Além das estatísticas gerais sobre o tema, investiga-se a contribuição do NTEP para essa constatação, identificandose as atividades econômicas que registraram o maior índice de doenças não declaradas e, a partir desses dados, promovendo-se uma comparação dessas atividades com as excessivas jornadas de trabalho.pt_BR
dc.description.abstract[eng] Being the worker's health a human right, but constantly violated in the course of employment relation, especially by work accidents and occupational illnesses, it is imperative the investigative study of the causes of these misfortunes. The intention in this brief article is to demonstrate that the extensive working journeys, in its quantitative and qualitative aspects, after the sharp easing occurred at the end of the century XX, have been one of the most relevant causes of the increased amount of misfortunes in the workplace. Besides the general statistics on the subject, it's investigated the contribution of NTEP for this finding, identifying economic activities which registered the highest rate of unreported illnesses and, from these data, providing a comparison of these activities with the excessive working journeys.pt_BR
dc.description.tableofcontentsAspectos históricos da luta pela limitação da jornada de trabalho -- Os fundamentos da normatização da jornada de trabalho -- A flexibilização da jornada de trabalho na legislação espanhola e brasileira -- Os resultados perversos na saúde dos trabalhadores -- Sinistralidade no Brasil: As taxas de doenças ocupacionaispt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofRevista do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região: n. 42 (jan./jun. 2013)pt_BR
dc.subjectJornada de trabalho, Brasilpt_BR
dc.subjectDoença profissional, estatística, Brasilpt_BR
dc.subjectSaúde ocupacional, Brasilpt_BR
dc.subjectDuração do trabalho, Brasilpt_BR
dc.subjectFlexibilização do trabalho, Brasilpt_BR
dc.subjectFlexibilização do trabalho, Espanhapt_BR
dc.subjectJornada de trabalho, Espanhapt_BR
dc.subjectTrabalhador, proteção, Brasilpt_BR
dc.titleA flexibilização da jornada de trabalho e seus reflexos na saúde do trabalhadorpt_BR
dc.title.alternativeThe flexibilization of the work journey and its consequences in worker's healthpt_BR
dc.type.genreArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.rvbisys966831
dc.relation.ispartoflinkhttps://hdl.handle.net/20.500.12178/100378pt_BR

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record